Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORPO DE DELITO

Homem que se queimou ao usar repelente é examinado

Homem que se queimou ao usar repelente é examinado
25/03/2011 10:56 - VIVIANNE NUNES


Janderson Oliveira da Silva, 27 anos, o homem que sofreu queimaduras de primeiro e segundo graus depois de usar repelente contra insetos e acender um cigarro, passou hoje por Exame de Corpo de Delito no Instituto Médico Legal (IML). Em entrevista ao Portal Correio do Estado, ele afirmou que o resultado deve sair em dez dias e será anexado ao processo de pedido indenizatório contra o produto utilizado.

O rapaz procurou a Delegacia do Consumidor (Decon) na tarde de ontem, onde foi registrada a ocorrência. Segundo o delegado titular, Adriano Garcia Geraldo, será instaurado inquérito policial contra a Jonhson & Jonhson, fabricante do produto, para apurar a responsabilidade da empresa pelo crime de lesão corporal culposa.

Janderson estava na cidade de Rochedo no dia 13 de março, quando ocorreu o acidente e se julga prejudicado fisica e financeiramente, já que perdeu alguns dias de trabalho. “Fui direto a uma clínica particular de dermatologia, pois trabalho com venda de veículos e tenho que me preocupar com estética. A gente passa esse repelente nos filhos e só está escrito que é inflamável com letras bem miúdas no rótulo”, aponta Janderson.

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.