Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

CAMPO GRANDE

Homem que matou professora trocou objetos roubados por crack

20 JUN 2012Por VÂNYA SANTOS11h:00

Depois de matar a professora Juliana Corraleiro da Silva, 42 anos, o ex-detento, usuário de drogas e morador de rua Julio César de Almeida, 35 anos, o Polaco, trocou os pertences que roubou da casa da vítima por 30 pedras de crack.

O acusado foi preso ontem por investigadores da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (Derf). Na ocasião, ele estava sendo agredido por moradores do Bairro Jardim Centenário, onde é acusado de cometer vários furtos.

Segundo o delegado Fábio Peró, no último dia 8 Julio César invadiu a casa da vítima, no Bairro Coophavila, em Campo Grande, porque pensou que não tinha ninguém no imóvel. Depois de arrombar a porta dos fundos ele fugiu levando aparelho de som, DVD, celular e playstation.

Os pertences foram trocados numa boca de fumo no Bairro Centenário. No entanto, o receptador Rubens Borges da Silva, 23 anos, encomendou uma TV. Julio então voltou até a casa da vítima para buscar a encomenda, momento em que entrou no quarto e Juliana gritou. Com uma faca que pegou na cozinha da professora, o homem desferiu cerca de oito golpes na mulher e depois fugiu levando o aparelho.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também