Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Ponta Porã

Homem pode ter sido morto por 'acerto de contas'

16 MAR 2011Por Edilson José Alves, de POnta Porã10h:11

Rodolfo Balbuena Insfran executado por vários tiros de fuzil e pistola na tarde de ontem em Ponta Porã já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas.

Insfran foi morto no interior de uma construção situada no Jardim Marambaia, na periferia da cidade. Ele teria ido até o local para acompanhar o andamento da obra.

Dois desconhecidos chegaram ao local e disseram que eram policiais federais. Ao avistar a vítima, começaram a disparar.

Rodolfo foi atingido em várias partes do corpo e morreu de forma instantânea. Uma equipe da perícia técnica da Polícia Civil esteve no local fazendo os levantamentos e providenciando a remoção do corpo para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) de Ponta Porã.

A polícia ainda não sabe a motivação do crime, mas uma das hipóteses poderia ser acerto de contas entre traficantes.

Rodolfo foi um dos presos na operação da Polícia Federal que desbaratou uma quadrilha de tráfico de drogas, na qual estava envolvido o vereador licenciado de Ponta Porã, Joanir Viana (PMDB).
 

Leia Também