Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

inusitado

Homem pede separação de milionária por não se acostumar com riqueza

13 MAR 14 - 19h:15Techmestre

O ex-professor de matemática Tony Hawken, de 57 anos, resolveu se separar de Xiu Li, de 51 anos, por não se acostumar com o fato de ter se tornado rico. Li ficou rica depois de construir centros comerciais na China, se tornando uma das pessoas mais ricas do mundo.

O casal se mudou de uma casa humilde em South Norwood, Londres, para uma mansão de 1,5 milhões de libras em Surrey. Mas Hawken não conseguiu se sentir confortável com a nova vida, e apesar de sua fortuna, continuava a comprar livros de lojas de caridade e evitava usar roupas de grife.

Ele diz que não gosta de gastar muito dinheiro, e por isso não estava contente com a situação. Agora o casal resolveu que Hawken ficará com 1 milhão de libras (aproximadamente R$ 3,9 milhões), o que, dentro de sua fortuna, é praticamente insignificante.

Professor de matemática se divorcia de uma das mais milionárias mulheres do mundo por não conseguir se acostumar com a riqueza

Ele diz que com o dinheiro não precisará mais trabalhar, já que é bastante cuidadoso com os gastos. Hawken não dá aulas em tempo integral porque realiza ensino gratuito para crianças carentes.

Fonte: Daily Mail

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com temperaturas perto de 40ºC, umidade do ar despenca em MS
ALTAS TEMPERATURAS

Marcando quase 40ºC, umidade despenca em MS

'Avenida Brasil' será reprisada no 'Vale a Pena Ver de Novo'
NOVELA

'Avenida Brasil' será reprisada no 'Vale a Pena Ver de Novo'

Desaparecido desde sexta, homem é encontrado morto em rio
PONTA PORÃ

Desaparecido desde sexta, homem é encontrado morto em rio

Preço da gasolina volta a subir <br>após duas semanas em queda
APONTA ANP

Preço da gasolina volta a subir
após duas semanas em queda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião