Sábado, 23 de Junho de 2018

Homem encontrado degolado e dois são presos pelo crime

22 FEV 2010Por 03h:49
Fábio Ribeiro Ramires, de 31 anos, foi degolado na madrugada de ontem, em um residencial inacabado e abandonado da Rua Jamil Basmage, região da Mata do Jacinto. As polícias Civil e Militar estiveram no local. Informações da Polícia Civil dão conta que a vítima já teria passagens pela polícia e, segundo a PM, teria cumprido pena por tráfico. Juliano Ponciano da Silva e Edson de Lima Coelho foram presos pelo crime. Conforme os depoimentos, Alex Moisés Silva Santana, 32 anos, primo de Fábio, o teria deixado no local por volta das 23h de sábado. Os dois viajariam na manhã de ontem para uma fazenda, onde Alex havia conseguido emprego para eles. Contudo retornou ao apartamento 12, no segundo andar do prédio, na manhã de ontem para apanhar o primo, e se deparou com o local completamente sujo de sangue e o corpo da vítima caído entre a cama e a janela, com uma camiseta enrolada no pescoço. A denúncia foi feita por vizinhos, que se depararam com a porta do apartamento aberta, Alex em choque e muito sangue no local. A PM se dirigiu ao residencial por volta das 7h30min. Moradores se mostraram temerosos quanto ao ocorrido. Apesar de afirmarem que a região não é violenta, esse segundo assassinato despertou preocupações. Conforme o cabo Rivelton Monteiro Jarcen, comandante da primeira equipe policial que chegou ao local, havia indícios de briga. Primeiramente, a polícia suspeitava que o homem que dividia o quarto com Fábio, Juliano Ponciano da Silva, 23 anos, fosse o autor do assassinato. Contudo, ele chegou ao local por volta das 10h e afirmou desconhecer o ocorrido. “Eu saí ontem a noite para ir ao baile com minha namorada e me ligaram hoje de manhã contando o que aconteceu. Fiquei chocado”, declarou. Segundo o delegado Divino Mendonça, da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), apesar das negativas de Juliano, ontem à tarde a Polícia Civil esteve no apartamento e o interrogou novamente. Quando estavam a caminho da delegacia, ele entrou em contradição e acabou confessando que havia cometido crime a pedido de Edson de Lima Coelho, de 38 anos. O delegado informou que o crime teria sido motivado por uma dívida entre a vítima e Edson, que teria vendido o apartamento para Fábio. O mandante teria prometido a metade do valor do apartamento para Juliano pelo auxílio no crime. Os dois foram presos em flagrante.

Leia Também