Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

POLÍCIA

Homem é sequestrado e feito refém por oito horas em Campo Grande

26 MAR 11 - 11h:52EVELIN ARAUJO

Um bancário de 30 anos foi sequestrado nesta madrugada, por volta da meia noite, em frente a uma boate sertaneja na região central de Campo Grande e liberado hoje às 8h. Ele foi forçado a ficar andando de carro pela cidade e consumindo drogas com os assaltantes.

Alexandre Campos, de 32 anos, assume a autoria do sequestro. Ele teria abordado o homem com uma faca e um outro rapaz com um revólver. Somente Alexandre entrou no veículo, um Punto, com a vítima. Eles foram até um posto de gasolina onde o rapaz sacou R$ 70 e comprou bebidas e cigarro. 

Em seguida, eles foram para o bairro Jockey Club, na Rua dos Andes, próximo a Rua Bom Sucesso. Lá estavam Ronaldo Pereira, de 27 anos, que teria feito a abordagem com o revólver, Marco Henrique Lourenço, de 18 anos, Fernando Jorge Andrade, de 30 anos e um adolescente de 15 anos. Eles consumiram a bebida comprada e forçaram a vítima a usar cocaína. 

Durante toda a madrugada o bancário foi forçado a ir a um mercado por duas vezes. Na primeira, ele e Alexandre foram comprar bebidas, cigarros e carne. Na segunda vez, Alexandre o forçou a comprar álcool. Com medo de ser queimado vivo, ele conseguiu falar para a caixa do mercado que estava no meio de um sequestro, mostrando os documentos a ela.

Eles voltaram para a casa, na Rua dos Andes, quando uma viatura da Polícia Militar do 10º Batalhão do Jockey Club, alertada pela caixa, foi vista por Alexandre. A vítima confessou que comunicou sobre o sequestro e Alexandre o liberou. Ele foi com o carro atrás da polícia, que prendeu em flagrante os envolvidos. Eles foram levados para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Piratininga.

 

Confusão

A confusão na Rua dos Andes nesta manhã é rotina para os moradores da região, conforme eles mesmos informaram ao Portal Correio do Estado. Eles reclamam que, no local, funciona uma boca de fumo e que brigas na casa onde ocorreu o sequestro são constantes.

Várias pessoas estavam na residência no momento da abordagem policial. Uma mulher, que se diz proprietária do imóvel, embora vizinhos afirmem que o local é invadido, discutia com os moradores da rua. Uma outra mulher, que foi detida por causar tumultuo com a polícia, foi liberada em seguida. 

 
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mistura de queimadas com frente fria explicam dia cinza em MS
TEMPO

Queimadas com frente fria explicam dia cinza em MS

Raio-x flagra mulher com 50 cápsulas de cocaína no estômago
SERVIÇO DE MULA

Mulher é presa com cápsulas de cocaína no estômago

TJ mantém condenação de homem por violência doméstica após reconciliação
TRÊS MESES DE PRISÃO

TJ mantém condenação de homem por violência doméstica após reconciliação

Vereadores afastados tomam posse em Dourados
RETORNO

Vereadores afastados tomam posse em Dourados

Mais Lidas