Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 24 de fevereiro de 2019 - 02h19min

Homem é esfaqueado por causa de dívida de R$ 40, na Capital

25 FEV 10 - 04h:20
Michel Rithi, de 28 anos, foi esfaqueado no peito e no abdome em plena tarde de ontem, na esquina das ruas Ouro Verde e Orquídea, no Bairro Jockey Club, em Campo Grande. O autor, que se identificou como Ailton Pedrosa, de 29 anos, foi detido pela Polícia Militar momentos depois e assumiu a autoria da tentativa de homicídio. Por volta das 15 horas, a Polícia foi acionada por moradores que denunciaram que havia uma pessoa esfaqueada na Rua Ouro Verde. No local, os militares foram informados de que o autor teria fugido e, então, iniciaram buscas pelas redondezas. Ailton Pedrosa foi encontrado e preso na esquina da Avenida das Bandeiras com a Avenida Fábio Zahran (Via Morena). Segundo relatou à polícia, Ailton teria uma dívida de R$ 40 com a vítima. Disse que Michel e a esposa, indentificada como Keila Ruiz Nunes, de 20 anos, teriam ido procurá-lo para cobrar a dívida, sendo que Michel o teria xingado e dado um tapa em seu rosto. Ailton, então, pegou uma faca e desferiu dois golpes contra Michel – um no peito e outro no tórax. Duas viaturas do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) estiveram no local e prestaram os primeiros atendimentos à vítima. Segundo médicos, a vítima foi encaminhada em estado gravíssimo para o Hospital Universitário (HU). Ailton, preso em flagrante, foi encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), onde deve permanecer detido. (BG)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Promotoria abre inquérito após shopping de SP pedir autorização para apreender meninos de rua

BRASIL

Chanceler diz que ação na Venezuela não tem caráter intervencionista

Mãos que falam:
LUIS PEDRO SCALISE

Mãos que falam: "Em tempos de Dieta"

VENEZUELA

Maduro discursa para apoiadores e critica ajuda humanitária

Mais Lidas