Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MARACAJU

Homem despacha munições e é preso quando tentava retirar a mercadoria

Homem despacha munições e é preso quando tentava retirar a mercadoria
05/02/2014 15:30 - DA REDAÇÃO


Claudiomiro Calegaro, 41 anos, foi preso no início da manhã de hoje (05) por policiais da Delegacia de Polícia de Maracaju (MS) por comércio ilegal de munições.

Ontem (04), durante operação policial feita pelo Departamento de Operações da Fronteira (DOF) e Força Nacional no Distrito de Vista Alegre, os policiais encontraram no bagageiro de um ônibus 4.200 munições de calibres variados (9mm, 380, .32 e .38).

As munições estavam ocultas em caixas de massa corrida, as quais, segundo o motorista, foram despachadas de Ponta Porã (MS) para Maracaju.

Os investigadores de Maracaju iniciaram diligências para identificar a propriedade das munições, sendo que hoje, Claudiomiro foi até a empresa transportadora para pegar a sua mercadoria despachada, momento em que foi preso.

Claudiomiro alegou que adquiriu as munições pelo valor de R$ 4.700,00 com a intenção de montar uma loja de caça e pesca, sendo que despachou as munições utilizando falsamente o nome de uma empresa de material de construção para ludibriar a fiscalização e iria redespachar para outras cidades do Estado até chegar ao destino.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?