Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

Homem come o seu Big Mac de número 25 mil nos EUA

19 MAI 2011Por terra01h:00

Um carcereiro aposentado do Estado do Wisconsin (norte dos Estados Unidos) comemorou o fato de ter devorado o seu Big Mac de número 25 mil. Don Gorske, 57 anos, foi homenageado em uma lanchonete da rede McDonald''s de sua cidade, Fond du Lac, e já avisou que pretende continuar comendo os sanduíches "até morrer".

Em 2008 ele já havia sido reconhecido pelo Guinness World Records como a pessoa que mais comeu Big Macs no mundo (então, um total de 23 mil). Mas, mesmo após realizar a façanha, continuou com sua paixão. Gorske, que afirma que consegue comer um Big Mac em 16 mordidas, registra o consumo em calendários e coleciona as embalagens dos sanduíches.

"Meu roteiro, por muito tempo, foi comprar seis (Big Macs) na segunda-feira e oito na quinta-feira, então eu consigo comer os meus 14 por semana", afirmou. Enquanto não devora todos, Gorske guarda os sanduíches na geladeira ou no congelador, até o dia em que vai consumi-los. Quem não gosta do hábito é a mulher do carcereiro - que, segundo ele, já ameaçou colocar os Big Macs em um liquidificador.

Congelados
O "talento" do americano lhe rendeu uma aparição no documentário de 2004 Super Size Me - A Dieta do Palhaço, que analisou o impacto na saúde de uma dieta composta apenas de sanduíches, bebidas e outros alimentos servidos no McDonald's durante um mês. Desde que o ex-carcereiro comeu seus primeiro Big Mac - em 17 de maio de 1972, quando acabou devorando nove - já se passaram 39 anos. Na maioria dos dias desde então ele come dois dos sanduíches e diz que em apenas oito não comeu nenhum.

Mesmo assim, o carcereiro é magro e diz que seu colesterol é baixo. "Quando eu tinha 19 anos, comi meus primeiros mil Big Macs e eu pensei tipo: quanto tempo até eu chegar aos 10 mil?", perguntou Gorske antes de devorar o sanduíche de número 25 mil e bater o recorde mundial nesta terça-feira.

"Então eu fiquei tipo: cara, quando eu chegar aos 25 mil eu serei velho e aposentado. Bem (...), eu não sou supervelho, tenho 50 e poucos, mas estou aposentado e tal, mas você não sonha em viver tanto para atingir uma marca como esta." Médicos afirmaram que não recomendam a ninguém a dieta do carcereiro aposentado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também