Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DIA DE COMBATE

Hipertensão atinge 125,3 mil na Capital

Hipertensão atinge 125,3 mil na Capital
26/04/2011 14:08 - EVELIN ARAUJO


"Ajuda a pagar a faculdade das filhas, a gasolina e as pessoas que não têm tempo de ir ao posto de saúde medir a pressão". É assim que o técnico em enfermagem Josias Campos, de 57 anos, define a atividade que desenvolve há cerca de quatro anos na praça Ari Coelho, em Campo Grande. Na Capital, dados da pesquisa Vigitel do Ministério da Saúde apontam que 23,5% da população acima de 18 anos é hipertensa, ou seja 125.390 pessoas. Desse índice, 22,1% são homens e 24,7% mulheres.

Com esse volume de hipertensos, o que não falta é trabalho para Josias. Ele mede a pressão arterial das pessoas que passam pelo centro da cidade, em troca de R$ 0,50, R$ 1 e até mesmo da própria boa vontade. "Tem gente que não tem dinheiro, aí eu meço de graça", afirma o técnico, que não tem o coração tão bom quanto parece. "Tenho a pressão em 14 por 8 e tomo remédios para controlar", explica.

Funcionário do Hospital Universitário desde 1976, ele relata que trabalha na praça quando não faz plantão à noite, sempre com o auxílio de dois banquinhos grudados em forma de banqueta e um outro para os "clientes" sentarem. E se justifica "quem não trabalha além do horário hoje em dia não tem condições. Vou ficar aqui até formar minhas filhas", ele reforça. 


Tranquilidade

Convidado pelo profissional para medir a pressão, o "hippie" que comercializa bijuterias na praça revela calma. A prova da tranquilidade? Pressão em 12 por 8.


Dia de combate à hipertensão

Com a correria acima do normal para que o trabalhador brasileiro consiga manter a casa e os gastos, foi programado para hoje o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial. O tema dete ano, da campanha desenvolvida pelo Departamento de Hipertensão Arterial da Sociedade Brasileira de Cardiologia, é “Quem tem bom coração combate a hipertensão”.

Como forma de conscientizar a população a ter mais controle da pressão arterial, a Secretaria de Saúde da cidade ofereceu atividades de aferição da pressão na praça Elias Gadia e no Bairro Piratininga. Para amanhã, a programação será desenvolvida na Unidade Básica de Saúde Familiar do Serradinho, das 7h às 9h.

No dia 30, sábado, haverá orientação sobre os fatores de risco da hipertensão, prevenção e tratamento da doença, demonstração da importância das práticas corporais da medicina tradicional chinesa na praça Belmar Fidalgo, das 7h ao 12h.

Felpuda


As definições no que se relaciona aos nomes para a disputa eleitoral vêm ocorrendo aqui e acolá. Pré-candidato que sonha comandar cidade o interior poderá deixar de ver o seu sonho realizado. É que o dito-cujo terá de enfrentar as lembranças de rumoroso caso que se tornou escândalo depois da denúncia de uma servidora. Há quem garanta que é só a campanha começar para a história ser contada capítulo por capítulo. Afe!