Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SEMANA SANTA

Hemosul pede reforços de doações para feriado

Hemosul pede reforços de doações para feriado
18/04/2011 08:57 - EVELIN ARAUJO


O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Estado (Hemosul) precisa de doações de sangue para garantir estoques para o feriado da Semana Santa, sendo necessário fazer a coleta de todos os tipos de sangue. O mutirão será feito desde hoje (18) até o dia 20 de abril.

 As atividades do Hemosul serão interrompidas em razão do feriado religioso, nos dias 21 e 22 (quinta e sexta-feira). No sábado (23) a instituição volta a funcionar regularmente, das 7 às 12h30.

A medida do Hemosul é uma ação preventiva para que não faltem bolsas de sangue no estoque. A instituição fica na avenida Fernando Côrrea da Costa, 1.304, Centro de Campo Grande. Outras informações pelo telefone (67) 3312-1517.

Doador

Homens podem doar sangue até quatro vezes ao ano e mulheres até três vezes. A cada doação é necessário um intervalo, sendo dois meses para pessoas do sexo masculino e três para o feminino.

Atualmente são registrados no cadastro de doadores de sangue do Hemosul cerca de 132 mil voluntários. Para ser doador é necessário ter entre 18 e 65 anos de idade. Outras exigências são: estar bem de saúde; ter se alimentado e não ter consumido algum tipo de bebida alcoólica nas últimas 12 horas.

É indispensável estar munido de um documento com foto (carteira de identidade, de trabalho ou habilitação) no ato da doação.

Antes da coleta de sangue as pessoas têm de responder um questionário de saúde. O sangue coletado passa por exames preliminares.

Com informações do Notícias MS

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.