Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE

HC é condenado por doação de sangue contaminado por HIV

HC é condenado por doação de sangue contaminado por HIV
12/03/2014 04:00 - FOLHAPRESS


O HC (Hospital das Clínicas) da USP de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) foi condenado a pagar R$ 20 mil de indenização à família de uma paciente que contraiu o vírus HIV após uma transfusão de sangue.

As transfusões ocorreram em 1987, durante um tratamento de hemofilia. A paciente, Marta Ernestina da Silva, morreu aos 37 anos, em 1998, após agravamento do seu estado de saúde, debilitada pela Aids.

O advogado da família, Cristovam Joaquim, afirmou que uma perícia feita em 2005 a pedido da Justiça comprovou que o HC não realizou à época testes de HIV em todas as amostras antes de realizar as transfusões.

A família entrou na Justiça em 2005, mas perdeu na primeira instância, em julgamento realizado em 2008.

O recurso contra a decisão só terminou de ser julgado este ano. A sentença foi publicada no último dia 3 de fevereiro pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo).

O HC pode ainda recorrer da decisão ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).
A direção do hospital informou por meio de sua assessoria que não vai se manifestar sobre o caso.

A assessoria de imprensa do Hemocentro do HC de Ribeirão informou que hoje são feitos nove testes em todas as amostras de sangue doado para transfusões, sendo dois dos exames para a detecção do vírus HIV. O hemocentro foi criado em 1990.
 

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.