Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Guerrero não presta depoimento sobre invasão a CT

Guerrero não presta depoimento sobre invasão a CT
25/02/2014 02:00 - atarde


O atacante do Corinthians Paolo Guerrero não prestou depoimento na Polícia Civil na tarde desta segunda-feira. Ele era esperado na sede do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) para dar esclarecimentos sobre a invasão dos torcedores ao CT.

A princípio, Guerrero compareceria ao DHPP às 14h e seria ouvido pela delegada Margareth Barreto. A delegada, no entanto, ouviu apenas funcionários do clube nesta segunda-feira. O departamento jurídico do Corinthians irá entrar em contato com a delegada para que ela diga se é necessário que Guerrero preste depoimento.

Guerrero teria sido agredido por torcedores no dia da invasão, ou teria sido "esganado" como afirmou o presidente Mário Gobbi. Mas o atacante negou esta versão. Após o jogo contra o Rio Claro, ele garantiu que nenhum torcedor "tocou nele" naquela dia.

Romarinho também confirmou nesta segunda-feira que o companheiro de time não foi agredido. "O Guerrero estava ali fora, os caras foram para cima, mas não foi agredido", disse o atacante.

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.