Terça, 20 de Fevereiro de 2018

MATO GROSSO DO SUL

Grupos coletam doações para vítimas de tragédia no Rio

15 JAN 2011Por Silvia Tada e Daniella Arruda00h:00

Cidadãos de Mato Grosso do Sul podem fazer doações em postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para serem encaminhadas às vítimas das chuvas em cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. A Cruz Vermelha da Capital também organiza o recebimento e o envio de ajuda para os locais mais afetados pelas chuvas dos últimos dias, assim como a maçonaria Grande Oriente do Brasil MS, em parceria com o Ministério Público Estadual.

Produtos como água, leite em pó ou em caixa, biscoitos, barra de cereal, material de higiene pessoal e limpeza geral, fraldas descartáveis, lençóis, cobertores e colchonetes são os mais indicados para ajudar a população, que sofre com os alagamentos, destruição de casas e mortes.

Em Campo Grande, as doações podem ser entregues na sede da PRF (Rua Antônio Maria Coelho, 3.033), de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 11h30 e das 13h30min às 17h30min; nos fins de semana, das 8h às 17h. Haverá coleta, também, na delegacia localizada na Rua Julio de Castilhos, na Vila Alba, e nos três postos nas rodovias mais próximos da Capital (Posto 21, Jaraguari ou Terenos).

No interior do Estado, são pelo menos 17 postos nas rodovias federais, que funcionam 24h. “O transporte dos materiais arrecadados será feito da forma mais ágil possível, atendendo a necessidade de cada região atingida pelas chuvas”, divulgou a corporação.

Outros pontos
Atualmente, a Cruz Vermelha do Estado vem funcionando de forma provisória na residência da própria coordenadora, Irene Corrêa da Silva, situada na Vila Universitária 2, mas apesar da falta de sede própria, a organização já começou a ser procurada por pessoas da Capital e do interior, sensibilizadas com a tragédia no Rio de Janeiro (Veja mais sobre o assunto na página 16A). Até ontem, três chamados para doações foram recebidos. “As pessoas estão nos procurando, querendo doar, mas ainda não recebemos nada porque não temos onde colocar”, afirmou.

Durante a tarde, Irene conseguiu locais para receber as doações: a rede Big Beef, que dispõe de três lojas (Avenida Mato Grosso, 3.462, Avenida das Bandeiras, 1.572 e Rua das Papoulas, 150). “Também conseguimos duas carretas para transportar os donativos e vamos ver também com a Infraero. Estou tentando ajuda da Prefeitura de Campo Grande e da Defesa Civil, mas ainda não consegui contato”, afirmou Irene.

O Grande Oriente do Brasil MS, por sua vez, receberá o material doado em três pontos: Rua São Félix, 789; RuaPresidente Manoel Ferraz de Campos Salles, 214 e Rua da Paz, 134, em horário comercial.

Até ontem, a Defesa Civil de Mato Grosso do Sul ainda não havia sido acionada oficialmente para prestar apoio aos flagelados pelas enchentes. Também não há previsão para organização de campanha pelo órgão no Estado, visando à arrecadação de roupas e suprimentos para os desabrigados. “Estamos acompanhando e se houver solicitação nesse sentido, a Defesa Civil de Mato Grosso do Sul irá participar (dos trabalhos de assistência às vítimas)”, informou ontem a coordenadoria estadual do serviço, por intermédio da  assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros.

Leia Também