Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

Mercosul

Grupo na expectativa com Venezuela

21 JUL 2012Por Agência Brasil14h:17

A adesão oficial da Venezuela no Mercosul, marcada para o dia 31 de julho, tem gerado muita expectativa. Benefícios no intercâmbio comercial são esperados por Brasil, Uruguai e Argentina. No entanto, a persistência da crise econômica pode atrasar essas vantagens.

Para o professor e autor do livro Comércio Internacional e Legislação Aduaneira, Rodrigo Luz, o atual momento de instabilidade financeira deve ser levado em consideração. “A Venezuela está em crise e isso leva a um protecionismo maior. Quando decidiram entrar no Mercosul, estavam em um momento melhor. Talvez o ânimo tenha diminuído no quesito de derrubar barreiras, o que pode gerar atrasos nas destravações comerciais”, analisou.

Um dos maiores interesses do governo brasileiro é a aplicação da tarifa externa comum (TEC) pelo governo venezuelano. Os sócios do bloco têm direito a um número limitado de produtos com tarifas reduzidas. A lista deve ser de 200 itens com taxas menores de importação, com isso, quem está dentro do Mercosul tem vantagem para vender, o que garante acesso de novos exportadores. No entanto, a Venezuela ainda não informou até o momento como irá cumprir os compromissos com o bloco.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também