Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

Grupo invade prisão paraguaia e liberta membros do PCC

4 MAI 2011Por terra05h:30

Um grupo de homens fortemente armados entrou em uma prisão de segurança máxima do Paraguai e libertou seis detentos, todos membros do Primeiro Comando da Capital (PCC), informou nesta terça-feira a polícia paraguaia.

A fuga ocorreu na manhã de hoje, na prisão de Pedro Juan Caballero, na região da fronteira seca com o Brasil, rota do tráfico da maconha e cocaína vinda do Paraguai.

Os foragidos são os brasileiros Eduardo Feu, Francisco Aparecido Segovia, Paulo Augusto Sousa, Diego Oliveira Braga e Gustavo Fernández de Oliveira; e o paraguaio Emiliano Rojas, todos ligados ao PCC, grupo criminoso baseado em São Paulo.

Quatro mulheres que visitavam os detentos e dois guardas da prisão foram detidos por suposto envolvimento na fuga.

Emiliano Rojas e Eduardo Feu eram apontados como os responsáveis pelo atentado contra o senador Robert Acevedo em abril de 2010, que feriu o político e matou dois de seus seguranças.

"Isto foi armado para libertar estes narcos", acusou o senador Acevedo. "É puro teatro".

"A promotoria está envolvida. Por que não foram transferidos para Assunção? Por que não foram entregues à Polícia Federal do Brasil, como sempre se faz"?

O senador denunciou que há uma semana outro narcotraficante foi solto, "após um promotor receber 30 mil dólares".

Leia Também