Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

BATAYPORÃ

Greve paralisa abates em frigorífico

14 MAR 2011Por cícero faria12h:55

Mesmo com uma nova proposta de reajuste salarial, os 780 funcionarios da unidade do frigorífico Minerva, em Batayporã, iniciaram ontem uma greve por tempo indeterminado, decisão anunciada na sexta-feira, depois que as negociações não avançaram na semana passada.
Ontem cedo ocorreu uma assembléia em frente ao portão principal da indústria, quando a categoria rejeitou a nova oferta de um piso de R$ 585 e cesta básica de R$ 89. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Nova Andradina, César de Jesus Schimit, se negou a fazer qualquer tipo de acordo nestes níveis.
A categoria reivindica um piso salarial de R$ 646 e uma cesta de alimentos avaliada em R$ 150, mas aceitaria uma de, pelo menos, R$ 100. A diretoria do sindicato passou 12 horas tentando chegar a um acordo, fato que foi descartado pelo Minerva.
O comando de greve reclama que muita pouca coisa é resolvida em Batayporã, pois a maioria das propostas vem da matriz em Barretos (SP). Mais 600 cabeças de bovinos se encontram no curral do frigorífico, esperando o abate.
 

Leia Também