Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BATAYPORÃ

Greve paralisa abates em frigorífico

14 MAR 11 - 12h:55cícero faria

Mesmo com uma nova proposta de reajuste salarial, os 780 funcionarios da unidade do frigorífico Minerva, em Batayporã, iniciaram ontem uma greve por tempo indeterminado, decisão anunciada na sexta-feira, depois que as negociações não avançaram na semana passada.
Ontem cedo ocorreu uma assembléia em frente ao portão principal da indústria, quando a categoria rejeitou a nova oferta de um piso de R$ 585 e cesta básica de R$ 89. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Nova Andradina, César de Jesus Schimit, se negou a fazer qualquer tipo de acordo nestes níveis.
A categoria reivindica um piso salarial de R$ 646 e uma cesta de alimentos avaliada em R$ 150, mas aceitaria uma de, pelo menos, R$ 100. A diretoria do sindicato passou 12 horas tentando chegar a um acordo, fato que foi descartado pelo Minerva.
O comando de greve reclama que muita pouca coisa é resolvida em Batayporã, pois a maioria das propostas vem da matriz em Barretos (SP). Mais 600 cabeças de bovinos se encontram no curral do frigorífico, esperando o abate.
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

Caso único no mundo

Confira o seu astral para esta terça-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta terça-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta terça-feira: "O pragmatismo sempre vence"

ARTIGO

Flavio A. Sandi: "Os limites e a liberdade na educação"

Professor

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião