Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IMPASSE

Greve compromete aulas e atrasará colação de grau na UFMS

Greve compromete aulas e atrasará colação de grau na UFMS
01/08/2012 00:02 - DANIELLA ARRUDA


A maior instituição pública de ensino superior do Estado deveria começar as aulas nesta quarta-feira, mas a incerteza sobre o fim da greve comprometerá o calendário, prejudicando os 19,7 mil acadêmicos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), que deverão ter aulas até janeiro e sofrer atraso nas colações de grau.

Veteranos não conseguiram nem fazer a rematrícula, que foi suspensa por tempo indeterminado. Além disso, os professores em greve estão divididos, um grupo já rejeitou a proposta do Governo e o outro conclui a consulta hoje.

Duas entidades representam os docentes. Enquanto professores ligados à Proifes-Federação, da qual faz parte a Adufms Sindical, com 830 filiados, encerram hoje consulta pública (por meio eletrônico) para definir se aceitam os termos do acordo, os docentes representados pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) definiram em assembleia, realizada segunda-feira, com aproximadamente 60 participantes, continuar a paralisação. 

Leia mais no jornal Correio do Estado

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.