GAÚCHO

Grêmio empata com o Juventude e mantém tabu

Grêmio empata com o Juventude e mantém tabu
02/02/2014 18:40 - TERRA


O Grêmio buscou o empate por 1 a 1 pelo Campeonato Gaúcho com o Juventude neste domingo, em Caxias do Sul - mas não conseguiu quebrar um tabu que o persegue há quatro anos. Desde 2010, a equipe tricolor não derrota o rival alviverde no Alfredo Jaconi: já são cinco jogos, com três vitorias dos caxienses e dois empates.

A partida foi marcada também por dois incidentes envolvendo bombas. No minuto inaugural da primeira etapa, a torcida do Grêmio arremessou um pequeno explosivo, que estourou dentro do gol mandante, defendido por Fernando. Após o barulho, o arqueiro foi ao chão e colocou a mão nos ouvidos. Porém, a atitude se repetiu aos 38min, desta vez, com um rojão. Por pouco, o artefato não atingiu o arqueiro do Juventude.

Zulu abriu o placar para os donos da casa no primeiro tempo, mas Wendell deixou tudo igual para os gremistas na segunda etapa. O time de Enderson Moreira segue na primeira posição do Grupo B, com oito pontos, enquanto o Juventude, apesar de ter a mesma pontuação, está quatro pontos atrás do líder Internacional no Grupo A.

O Juventude inaugurou o placar logo aos 14min. Após cobrança de escanteio na esquerda, Diogo Oliveira aproveitou uma bola espirrada pela zaga tricolor e finalizou de primeira. Livre na área, o centroavante Zulu desviou de cabeça e tirou as chances de defesa de Marcelo Grohe.

O Grêmio só conseguiu a igualdade em Caxias do Sul aos 31min do segundo tempo. O lateral esquerdo Wendell avançou pelo meio e acionou Jean Deretti, substituto de Maxi Rodríguez. O meia chutou firme e exigiu grande defesa de Fernando. Porém, no rebote, lá estava Wendell, que não desistiu da jogada e anotou o gol tricolor.

Na próxima rodada, o Grêmio mede forças com o Veranópolis, na Arena. O embate será nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília). Por sua vez, o Juventude terá pela frente o Passo Fundo, neste sábado, às 20h30, no estádio Vermelhão da Serra. No entanto, tal embate é válido pela sétima rodada, já que o clássico municipal diante do Caxias está agendado para o dia 26 de fevereiro (quarta-feira).

*Com informações de Gazeta Esportiva

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".