Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

TRANQUILO

Grêmio bate Junior e se classifica

7 ABR 2011Por TERRA21h:10

Em partida tranquila nesta quinta-feira, o Grêmio passou com facilidade pelo Junior de Barranquilla, da Colômbia, no Estádio Olímpico, e assegurou sua classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores. A vitória por 2 a 0 foi construída com gols de Lúcio e Borges e manteve acesa a esperança da equipe gaúcha de terminar a primeira fase do torneio continental na primeira colocação do Grupo 2.

Agora, os comandados de Renato Gaúcho ocupam a vice-liderança da chave, com 10 pontos - dois a menos que o próprio Junior, que também está classificado. Para ficar com a primeira posição, a equipe gremista precisa vencer o Oriente Petrolero na Bolívia e torcer por um tropeço em casa do time colombiano contra o León de Huánuco, do Peru.

No jogo desta quinta, a equipe brasileira esteve no controle durante os 90 minutos. O Junior - que tinha 100% de aproveitamento até então - foi a campo pensando primeiramente em se defender, e pouco ameaçou a meta de Victor. Apesar de encontrar dificuldades com a marcação colombiana, o Grêmio marcou no primeiro tempo com Lúcio e contou com a bola parada para fechar o placar com Borges, selando uma vitória sem sustos.

O jogo

O técnico Renato Gaúcho optou por escalar seu time com apenas Borges no ataque, e uma linha de três jogadores canhotos se aproximando: o argentino Escudero pela direita, Douglas pelo centro e Lúcio pela esquerda. Do outro lado, o Junior veio com uma formação mais defensiva e contou com duas linhas de quatro jogadores presos à marcação; à frente, apenas o veterano camisa 10 Giovanni Hernández e o único atacante, Bacca.

Como esperado, o time gaúcho começou a partida dominando a posse de bola e fazendo uso de seus cinco meio-campistas para trocar passes. As primeiras chances vieram em bola parada: aos 4min, Rochemback bateu escanteio, Borges desviou de cabeça e o goleiro Viera segurou no meio da meta. Dois minutos depois, Lúcio cobrou falta da entrada da área e a bola raspou o travessão.

Com total controle das ações do jogo, o Grêmio sofria para passar pela forte marcação colombiana, que muitas vezes apelava para faltas. Recuado, o Junior dependia apenas da inspiração de Hernández e Bacca para tentar ameaçar os donos da casa. Aos 15min, Douglas ficou com sobra na entrada da área e chutou de primeira, mas errou o alvo.

A primeira oportunidade da equipe visitante aconteceu aos 18min, em boa jogada individual de Bacca: ele arrancou pelo meio, ganhou de Rafael Marques na corrida, driblou Victor dentro da área e só não marcou porque Rodolfo chegou para salvar o time gremista. Os tricolores seguiam dominando a posse de bola, mas não encontravam espaços para criar.

Quando os gaúchos já começavam a mostrar sinais de nervosismo pela falta de chances claras, saiu o primeiro gol. Aos 33min, Borges caiu pela direita e cruzou; a bola passou por toda a extensão da área e chegou do outro lado a Lúcio, que bateu de primeira e venceu o goleiro Viera.

Em vantagem, o Grêmio voltou ao seu jogo de paciência e toques curtos, e quase ampliou aos 41min. Lúcio cruzou da esquerda e o zagueiro brasileiro Anselmo de Almeida "ajeitou" de peito para Douglas ao tentar cortar o lance; porém, o chute do camisa 10 gremista foi salvo por Viera. Pouco antes do intervalo, Bacca voltou a assustar a defesa gaúcha, driblando novamente Victor após lançamento longo e vendo seu chute ser salvo em cima da linha por Bruno Collaço.

A segunda etapa seguiu com domínio gremista e Rafael Marques quase fez o segundo aos 3min, mas parou em grande defesa de Viera após cabeçada. Sem muito esforço, o time da casa ampliou o placar aos 15min: Douglas cruzou fechado em cobrança de escanteio, Borges se antecipou à defesa adversária e desviou na primeira trave para balançar as redes.

A tarefa do time de Renato Gaúcho pareceu ficar mais fácil aos 21min, quando o lateral direito Romero puxou Borges, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso de campo. O técnico tricolor não perdeu tempo e colocou o time à frente, tirando Fábio Rochemback para a entrada de Vinícius Pacheco, que foi jogar no ataque.

Pacheco teve sua primeira chance logo aos 27min ao girar na entrada da área e ter seu chute defendido por Viera. Logo depois, o Junior resolveu partir para cima e foi Victor quem teve que trabalhar duas vezes: primeiro, em defesa espetacular após chute à queima-roupa de Amaya; depois, em outra ótima intervenção após belo voleio de Hernández.

Nos minutos finais, já com um trio ofensivo formado por Vinícius Pacheco, Borges e Diego Clementino, o Grêmio voltou a pressionar. A melhor chance caiu nos pés de Bruno Collaço após ótima ajeitada de Borges, mas o lateral bateu em cima de Viera e desperdiçou a última oportunidade dos donos da casa.

Leia Também