Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPERANÇA

Grêmio aposta em craque de MS para reagir no Brasileirão

Grêmio aposta em craque de MS para reagir no Brasileirão
31/08/2010 06:27 -


Eduardo Miranda

Após a contratação do lateral-direito Gilson, pelo Grêmio, na semana passada, o Cene passou a ter quatro jogadores revelados em suas categorias de base em times da Série A do Campeonato Brasileiro. O campo-grandense de 24 anos de idade foi apresentado no clube gaúcho na última quinta-feira, e no domingo, foi titular da equipe que empatou por 1 a 1 com o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, em Curitiba.
O lateral-direito é uma das apostas do time tricolor, para sair da zona de rebaixamento do Brasileirão. O Grêmio ocupa atualmente a 17ª posição do campeonato, com 16 pontos ganhos.
Gilson chega a um time da elite do futebol nacional um ano e meio depois de ter deixado a equipe que o revelou, em Campo Grande. Conforme o presidente do Cene, José Rodrigues, o lateral-direito foi vendido no início do ano passado para o São José do Rio Preto (SP). “Depois de jogar no interior de São Paulo e em Santa Catarina em 2009, ele jogou pelo Cascavel no Paranaense deste ano, foi contratado pelo Paraná Clube, destacou-se na Série B, e agora defende o Grêmio”, informou o presidente do Cene.
O mais novo lateral-direito gremista começou no Cene em 2004. “Ele era torcedor do clube, pediu uma chance, e nós demos”, contou Rodrigues.
Além de Gilson, outros três jogadores que o Furacão Amarelo revelou estão em clubes da Série A. O mais famoso deles é o atacante Keirrison, que defende o Santos, mas pertence ao Barcelona, da Espanha.
O meia Jorge Henrique, do Ceará, e o atacante Bruno Aquino, que atua pelo Goiás, também começaram suas carreiras nas categorias de base do Cene.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...