Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

Avicultura

Granjas terão registro mais rigoroso de fiscalização

8 NOV 2010Por Carlos Henrique Braga21h:53

As 700 granjas de Mato Grosso do Sul deverão ser registradas na Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) para garantir maior controle sanitário. A decisão foi publicada ontem no Diário Oficial em atendimento ao Plano Nacional de Saúde Avícola, instituido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O registro substitui o antigo cadastro, no qual constavam informações insuficientes para fiscalização. Empresários têm até 6 de dezembro de 2012 para adequarem-se às normas. Em 2006, MS tinha 38 milhões de aves, segundo o IBGE.

Produtores que mantém pequenos aviários para subsistência estão livres do registro, segundo a responsável pelo programa no Estado, Priscila Nogueira Pereira. O Decreto 13.064 é direcionado a estabelecimentos que recriam ou enviam frangos e perus para abate, vendem ovos, ou criam aves ornamentais em larga escala, exceto avestruzes.

Prevenção

A fiscalização mais rigoros previne surtos de doenças do frango, como a influenza aviária e Newcastle. A primeira, mais grave, pode ser transmitida aos seres humanos rapidamente pelo vírus H5N1. Não existem casos no Brasil. Em outros países, ela matou metade dos infectados.

Leia Também