Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INFRAESTRUTURA

Governo quer inclusão de rodovia no PAC-3

Governo quer inclusão de rodovia no PAC-3
27/02/2014 12:45 - Clodoaldo Silva, De Brasília


O Governo de Mato Grosso do Sul reforçou à ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, a importância da inclusão da Rodovia Sul-Fronteira no PAC 3 (terceira etapa do Programa de Aceleração do Crescimento), que deve ser lançado até junho deste ano pelo governo federal. Com esta obra, o total que o Estado pode receber em investimentos federais sobe para R$ 9,7 bilhões, considerando as duas ferrovias EF 267 (Pantanal) e EF 484 (Ferroeste) e a pavimentação da BR-419.

De acordo com a ministra, a União tem a disposição de executar obras de infraestrutura consideradas prioritárias para o País, sendo que as duas estradas de ferro são prioridades, tanto que já integram o PIL (Programa de Infraestrutura Logística) e serão viabilizadas no próximo ano.

Entretanto, as obras da BR-419 e da Sul-Fronteira Integração ainda não estão definidas porque dependem de ajustes que estão sendo feitos pelo governo federal, que resultou no contingenciamento de R$ 44 bilhões no orçamento deste ano. “Estamos juntando todo o material apresentado pelas bancadas federais, vendo a integração que tem com as outras obras do PAC”, destacou a ministra.

Na avaliação do governador, a pavimentação da BR-419, que liga os municípios de Aquidauana a Rio Verde de Mato Grosso, e a construção da rodovia Sul-Fronteira Integração dependem de apresentação de procedimentos administrativos, especificamente notas técnicas do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

“Os projetos já estão feitos, pagos pelo governo do Estado a pedido do governo federal. Só falta a nota técnica do DNIT ser enviada para que haja decisão política do governo federal. A bancada unida ao governo do Estado mostrou que caberá ao governo federal a decisão política para a inclusão destas duas rodovias para a integração de Mato Grosso do Sul”, enfatizou Puccinelli.

Pelo projeto elaborado, terão de ser investidos cerca de R$ 300 milhões na construção e pavimentação de 224 quilômetros da Sul-Fronteira, e R$ 380 milhões na BR-419, explicou o secretário de Estado de Obras Públicas e Transportes, Edson Giroto, que enfatizou: “A Sul-Fronteira é de interesse binacional, além de servir para melhorar o combate ao contrabando, tráfico e outros atos ilícitos na região de fronteira”. 

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.