BRASIL

Governo prorroga IPI baixo para linha branca e móveis

Governo prorroga IPI baixo para linha branca e móveis
29/06/2012 17:33 - G1


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta sexta-feira (29) que será prorrogada por mais dois meses a redução das alíquotas de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para produtos da linha branca, como geladeira e fogão.

O governo também prorrogou, por mais três meses, a redução das alíquotas do IPI para móveis, laminados e luminárias. O ministro informou também que "tentará" incluir entre os produtos com redução de IPI os painéis de madeira, para os quais a alíquota seria zerada – hoje, é de 5%. A "tentativa", segundo o ministro, é porque o decreto com os anúncios desta sexta já estava pronto, e precisará ser alterado para incluir o item. O anúncio foi feito após o ministro se reunir nesta tarde, em São Paulo, com representantes da indústria de eletrodomésticos, móveis e varejo.

Sem a prorrogação, o IPI menor terminaria neste sábado. A redução do imposto para linha branca foi anunciado, inicialmente, na primeira etapa da crise financeira, em 2009. Posteriormente, voltou a ser implementado no fim do ano passado, sendo renovado em março deste ano por mais três meses. Mantega também anunciou a prorrogação, até o final do ano, da isenção de cobrança do PIS e da Cofins sobre massas, que valeria até este sábado. A alíquota, que era de 9,25%, foi reduzida em dezembro do ano passado.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".