Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

2012

Governo poderá antecipar no ano que vem parte do reajuste do mínimo

4 NOV 2010Por 00h:00

O governo poderá antecipar no ano que vem parte do reajuste do salário mínimo que será dado em 2012. Isso porque a lei determina que o aumento do salário mínimo seja dado de acordo com o Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) dos dois anos anteriores somado à inflação do ano anterior.

O problema, segundo o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, é que 2009 foi o ano em que o Brasil menos cresceu. Com isso, o reajuste seria menor.
 

“Como o reajuste para 2012 será robusto – de 7% ou 7,5% - poderia se discutir uma forma de antecipação do reajuste para 2011, para um valor que seria superior aos R$ 538 previstos no orçamento. Ela [Dilma] já deu abertura para essa possibilidade”, disse Dutra, em entrevista ao programa 3 a 1, da TV Brasil.
 

Segundo Dutra, a forma de cálculo do reajuste do mínimo é um dos grandes avanços do Congresso Nacional, com a participação das centrais sindicais. “Em vez de, ano a ano, abrir a disputa no Congresso, estabelecer um processo de recuperação ao longo de vários anos”, comentou. “Porque não adianta aumentar, se o aumento não estiver alinhado ao crescimento do país”, acrescentou.
 

Quanto às discussões relativas à economia do novo governo, Dutra disse que a atual política econômica será mantida, “independentemente das pessoas que vão ocupar os cargos”, como a presidência do Banco Central ou o Ministério da Fazenda. “Essa é uma prerrogativa da Dilma”, disse Dutra.
 

Leia Também