Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

quinta, 21 de fevereiro de 2019 - 13h00min

Governo pode premiar campeões mundiais

26 MAR 10 - 06h:18
De acordo com uma reportagem do jornal “O Globo” de ontem, os campeões mundiais pelo Brasil ganharão um prêmio de R$ 150 mil e R$ 3 mil por mês do governo federal, em uma espécie de “Bolsa Copa”. Os jogadores que venceram o Mundial em 1994 e 2002 estariam fora do projeto. O Ministério do Esporte não confirmou os valores, mas afirmou que o projeto está em discussão com a Casa Civil e que ainda não foi encaminhado para a Câmara dos Deputados. Em 2008, durante as homenagens pelos 50 anos da conquista da primeira Copa pelo Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu uma aposentadoria aos ex-jogadores que participaram dos títulos da seleção brasileira em copas. Doze dos campeões que teriam direito já morreram: Castilho (1958 e 1962), Zózimo (1958 e 1962), Oreco (1958), Mauro (1958 e 1962), Orlando Peçanha (1958), Didi (1958 e 1962), Vavá (1958 e 1962), Joel (1958), Garrincha (1958 e 1962), Zequinha (1962), Everaldo (1970) e Fontana (1970). Segundo o jornal, os familiares deles receberão o dinheiro. Ainda de acordo com o jornal O Globo, os atletas campeões dos mundiais de 1994 e 2002 não serão incluídos no projeto porque o “auxílio só caberia aos jogadores que ganharam Copas em uma época em que o futebol não era uma profissão tão rentável como hoje”.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Deputados avaliam alternativas para reduzir impacto da Cota Zero
MEIO AMBIENTE

Deputados avaliam alternativas sobre impacto da Cota Zero

Campo Grande deve voltar a fazer parte das grandes competições vôlei
VIVAVÔLEI

Capital deve voltar a fazer parte das competições vôlei

Damares diz que vai rever  atuação de ONGs na Funai
AUDIÊNCIA PÚBLICA

Damares diz que vai rever
atuação de ONGs na Funai

Prefeito considera redução da atuação da guarda como retrocesso
DECISÃO JUDICIAL

Redução da atuação da guarda é retrocesso, diz Prefeito

Mais Lidas