Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Governo manda cortar o ponto de servidores federais em greve

6 JUL 12 - 18h:00G1

O governo vai cortar o ponto dos servidores federais em greve. A Assessoria de Comunicação Social do Ministério do Planejamento confirmou a expedição da ordem da Secretaria de Relações de Trabalho do ministério a todos os gestores de recursos humanos do governo federal.

O governo disse que as negociações com os servidores não serão interrompidas, pois trabalha com uma data limite de 31 de julho para concluir os estudos sobre a possibilidade de conceder o reajuste salarial, embora considere que o prazo final é 31 de agosto, data final para enviar o projeto do Orçamento para 2013 ao Congresso Nacional.

Hoje pela manhã mais de 500 servidores de doze órgãos federais em greve participaram de assembleia na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A reunião, organizada pelo Sindicado dos Servidores Públicos Federais no Distrito Federal (Sindsep-DF), deliberou sobre a intensificação e ampliação da greve, por causa de um comunicado do Ministério do Planejamento que anunciou o corte do ponto de todos os servidores desde o dia 18 de junho, dia que foi iniciada a paralisação.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Decreto é publicado e tarifa de ônibus volta a R$ 4,10 amanhã
TRANSPORTE COLETIVO

Decreto é publicado e tarifa de ônibus volta a R$ 4,10 amanhã

Seguro-desemprego em atraso deve ser liberado até amanhã
BENEFÍCIO

Seguro-desemprego em atraso deve ser liberado até amanhã

Em depoimento, empresário garante que só a mulher se drogou e bebeu cerveja em motel
SURTO DO MOTEL

Empresário garante que só a mulher se drogou e bebeu cerveja em motel

Apreensões de contrabando somaram R$ 368 milhões no ano passado em MS
RECEITA FEDERAL

Apreensões de contrabando somaram R$ 368 milhões no ano passado em MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião