Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Serviço de telefonia

Governo estuda medidas para resolver problemas das operadoras

18 JUL 12 - 00h:00Agência Brasil

Depois da proibição da venda de novas linhas de telefonia celular em Porto Alegre, determinada pelo Procon, o ministro interino das Comunicações, Cezar Alvarez, disse hoje (17) que o governo está trabalhando com medidas para solucionar os problemas de qualidade das operadoras. Entre elas estão o incentivo ao compartilhamento de infraestrutura entre as empresas, regras transitórias para a Copa do Mundo e isenções tributárias para projetos de infraestrutura.

“Estamos vendo o que está ao nosso alcance para ajudar as empresas a terem mais infraestrutura para dar conta do que vendem. Ao mesmo tempo, temos que cuidar para que o que vende seja atendido e o cidadão nãos seja prejudicado”.

Para Alvarez, a decisão do Procon de Porto Alegre não foi estapafúrdia, e reflete um cenário em que a demanda por serviços está crescendo mais que a capacidade de investimento das empresas. “É evidente que a capacidade instalada está no seu limite, as empresas reconhecem isso. A Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações] nos conta e a gente, como usuário, percebe que a qualidade vem diminuindo um pouco, em alguns lugares mais, outros menos”.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

'Zeca é como se fosse o Lula para a gente', diz Cabo Almi

'Zeca é como se fosse o Lula para a gente', diz Cabo Almi

Regras de vistoria mudam e 80% dos comércios serão dispensados
CERTIFICADO

Regras mudam e 80% dos comércios serão dispensados de vistoria

Mesmo com horário estendido, postos ficam vazios e UPAs lotadas
SOLUÇÃO

Mesmo com horário estendido, postos ficam vazios e UPAs lotadas

Oito municípios de MS vão receber visita da Unesco em programa do Governo Federal
ASSISTÊNCIA SOCIAL

Oito municípios de MS vão receber visita da Unesco

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião