Governo avalia novo empréstimo para estádio de Curitiba

Governo avalia novo empréstimo para estádio de Curitiba
05/02/2014 14:15 - folhapress


O governo federal e o do Paraná avaliam a possibilidade de realizar novo empréstimo para a Arena da Baixada, em Curitiba, o estádio mais atrasado para a Copa. A arena, que pertence ao Atlético-PR, é particular.

A obra já recebeu R$ 131 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e outros R$ 95 milhões do governo do Paraná. A Prefeitura de Curitiba também deve fazer aportes de até R$ 120 milhões em títulos de potencial construtivo, que podem ser usados como garantia ou para gastos na reforma.

Nesta semana, uma reunião entre o BNDES e representantes do governo do Estado deve discutir o assunto. O valor do novo aporte ainda não está definido.

O Atlético-PR não usou todo o estoque disponível para financiamento de estádios no BNDES. Cada estádio da Copa poderia emprestar até R$ 400 milhões; a Arena só pegou R$ 131 milhões.

Ameaça
A demora no andamento das obras na arena provocou um "ultimato" da Fifa à cidade no mês passado. O estádio, que está 90% concluído, não ficaria pronto a tempo da Copa no ritmo de então. O Atlético-PR se queixou de falta de dinheiro e atraso na liberação dos empréstimos.

A Fifa mandou criar um comitê de acompanhamento da reforma e pediu medidas para acelerar as obras, como a contratação de mais operários e novas frentes de trabalho.

Por causa dessas alterações, o custo da Arena foi reestimado para R$ 330 milhões, ou quase 80% a mais que o previsto inicialmente. O último orçamento, de duas semanas atrás, era de R$ 319 milhões.

Apesar do aumento de custos e da ameaça da Fifa, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, demonstrou otimismo hoje, em visita à cidade.

"As expectativas são as melhores possíveis", declarou. "Houve uma evolução no gramado, no número de trabalhadores, nos equipamentos, no uso de matéria-prima. Isso nos oferece a segurança de que as coisas evoluíram."

A Fifa deve anunciar se Curitiba permanece ou não como subsede da Copa até o dia 18 de fevereiro, quando acontecerá um seminário com todas as seleções participantes do evento em Florianópolis. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".