quinta, 19 de julho de 2018

LIVRES

Governo amplia limite de gastos em R$ 8,6 bi

19 NOV 2010Por Agência Brasil14h:10

O governo federal ampliou mais um vez este ano o limite de gastos discricionários, em R$ 8,6 bilhões, segundo o Relatório de Avaliação Fiscal do quinto bimestre, divulgado hoje (19) pelo Ministério do Planejamento. Os gastos discricionários são aqueles de que o governo pode dispor livremente.

Também foi ampliado, em R$ 10 bilhões, o limite de empenho e movimentação financeira de créditos extraordinários.

Em fevereiro, o Poder Executivo estabeleceu o limite de gastos em R$ 21,8 bilhões. No bimestre seguinte, o governo federal decidiu estabelecer um limite adicional de R$ 7,6 bilhões. A redução total de despesas primárias – obrigatórias e discricionárias – chegou a R$ 10 bilhões.

Já no final do terceiro bimestre de 2010, o governo começou a reverter os cortes nos gastos, com liberação de R$ 2,5 bilhões. Ao fim do quarto bimestre, o Executivo aumentou o limite de gastos mais uma vez – em R$ 1,7 bilhão.

Leia Também