Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

DANOS POR TEMPORAL

Governo aguarda liberação de verbas

19 OUT 2010Por 09h:34

Os danos causados pelo excesso de chuvas ainda no mês de fevereiro e março de 2010 fizeram com que o governo do Estado, com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), se mobilizasse em busca de recursos federais significativos para amparar as famílias atingidas.
A soma dos recursos liberados pelo Ministério da Integração Nacional chegou a R$ 43,4 milhões destinados a dez cidades de Mato Grosso do Sul. Para Campo Grande foram liberados R$ 20 milhões que estão sendo utilizados em obras de contenção de chuvas como as da avenida Mato Grosso com a Via Park e na avenida Afonso Pena, em frente ao shopping.
Novo Horizonte recebeu R$ 15,4 milhões para solucionar problemas graves decorrentes da forte chuva que isolou a área rural do município. Aquidauna utiliza os R$ 1,9 milhão na reconstrução de pontes, enquanto Cassilândia foi contemplada com R$ 1,45 mi.
Coxim recebeu a quantia de R$ 1,66 milhão e Porto Murtinho, R$ 1 milhão para obras de reparo. Recentemente foi liberado o dinheiro para socorrer os municípios de Miranda (R$ 656.559,99), Bela Vista (R$ 536,667,60), e Dois Irmãos do Buriti (R$ 378.950,00). Dourados recebeu ajuda no valor de R$ 1 milhão, porém o dinheiro não foi utilizado pela prefeitura. Para que o município, que sofreu com a passagem de um ciclone, não ficasse sem o recurso, o governo do Estado conseguiu que o empenho fosse cancelado, permitindo assim que o recurso fosse novamente liberado, o que deve acontecer nos próximos meses.
“Trata-se de um resultado do esforço conjunto entre governo estadual, Cedec e Ministério da Integração Nacional. Um esforço importante para resolver os problemas provocados pelas intempéries que prejudicaram muitas famílias”, disse o governador André Puccinelli.
 

Aguardando liberação
Além dos danos causados pelas chuvas no início do ano, o mês de setembro também foi crítico. Os impactos das chuvas de granizo, vendavais, inundações e alagamentos, além de interrupção de estradas, queda de pontes e danos à rede elétrica trouxeram destruição e assolou cerca de 82 mil pessoas. A situação adversa fez com que governo do Estado solicitasse mais recursos aos nove municípios mais afetados.
A soma da verba federal chega a R$ 16,570 milhões. Esse montante inclui novos requerimentos enviados no dia 10 de outubro pela Cedec ao Ministério da Integração Nacional, referente a municípios que ainda não tinham entregues a documentação necessária.
“Todos os processos se encontram em Brasília e estão sendo analisados por uma equipe técnica no setor de reconhecimento do Ministério da Integração. A liberação dos recursos depende dessa análise e pode ser total ou parcial”, explica o coordenador da Cedec, coronel Ociel Ortiz Elias.
O governo estadual, com apoio da bancada federal, está fazendo gestões para obter a aprovação dos pedidos. As solicitações mais recentemente encaminhadas foram as de R$ 1, 6 milhões para Bataguassu, R$ 450 mil para Selvíria e R$ 2,5 milhões para Santa Rita do Pardo.
Os primeiros requerimentos encaminhados foram de Navirai, de R$ 2,190 milhões; e Três Lagoas, de R$ 4 milhões. Navirai quer priorizar a compra de telhas para famílias afetadas por chuva de granizo e Três Lagoas, o restabelecimento de serviços públicos prejudicados.
 

Leia Também