Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

VERBA PARA PONTE

Governador pede reconhecimento de emergência

19 MAI 2011Por DA REDAÇÃO00h:01

O Ministério da Integração Nacional recebeu, ontem,  requerimento do governo de Mato Grosso do Sul em que solicita o reconhecimento da situação de emergência no município de Corumbá em virtude do desastre de comboio de 16 barcaças com a ponte sob o Rio Paraguai, na BR-262. No pleito foi informado que serão necessários R$ 14,2 milhões para recuperar os estragos.

No documento é informado que a BR-262 “é o único acesso rodoviário para o município de Corumbá” e que, de acordo com inspeção efetuada “o dolfim de proteção da ponte deverá ser executado com urgência, uma vez que um novo impacto  sobre um dos apoios do vão de navegação poderá causar o colapso do trecho central da ponte, redundando em interrupção da travessia rodoviária por um período não inferior a 8 meses”.

Hoje, a ponte está sob interdição parcial, com os veículos cruzando - a com velocidade máxima de 40 quilômetros por hora e está proibida o tráfego de caminhões carregados com minério de ferro. Também os veículos com mais de três eixos passam com distância mínima de cem metros um do outro.

Em virtude desta situação, o governo do Estado decretou, no dia 12 de maio,  situação de emergência no município de Corumbá.

Comboio

No dia 8 de maio, por volta das 19h30min, a ponte sobre o Rio Paraguai, com extensão de 2.185,7 metros,  na BR-262, teve sua estrutura comprometida após comboio de 16 barcaças carregadas bater em sua base. 

Leia Também