CAMPO GRANDE

Governador diz que não coagiu pedindo voto a servidor

Governador diz que não coagiu pedindo voto a servidor
22/08/2012 15:41 - JULIENE KATAYAMA


O governador André Puccinelli (PMDB) não vê nenhuma irregularidade em pedir votos aos funcionários públicos estaduais para o candidato a prefeito governista, deputado federal Edson Giroto (PMDB). Um vídeo na intermet mostra o governador em uma reunião, na sede estadual do PMDB, com servidores da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) questinonando quais os candidatos eles iriam votar.

Segundo o governador, ele vai continuar pedindo votos. “Eu não coajo, eu peço e explico porque eu peço”, afirmou André Puccinelli durante o evento de comemoração do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, na manhã de ontem.

“No meu conceito, o melhor candidato é o Giroto para prefeito. Votem nele”, afirmou.
Sobre a reunião, ele ainda disse que muitos disseram votar em candidatos da oposição como a Professora Rose (PSDB) ou mesmo em branco. “Teve uma servidora que disse bem claro que iria votar em branco, tudo bem ué”, disse André

Leia mais no jornal Correio do Estado

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".