Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EDUCAÇÃO

Governador anuncia concurso para ‘mais de mil’ professores

Governador anuncia concurso para ‘mais de mil’ professores
06/01/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


O governo do Estado lança ainda no primeiro semestre deste ano mais um concurso para professores da Rede Estadual de Ensino. As informações são do jornal Correio do Estado.

Conforme a publicação, sem ser preciso nos números, o governador André Puccinelli (PMDB) diz que “pode ser mais que mil (vagas) em 2014”. A Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems) afirma que os professores aprovados neste concurso sejam empossados para atuar a partir do segundo semestre deste ano.

O concurso a ser realizado neste ano é parte de um acordo assinado dois anos atrás entre o governo estadual e a federação que representa os professores. O acordo previa a promoção de concursos a fim de diminuir a quantidade de professores convocados - aqueles que são chamados para lecionar nas escolas públicas sem enfrentar certames.

A matéria assinada por Patrícia Belarmino informa que a Fetems estima que, hoje, nove mil dos 20 mil professores da rede estadual sejam convocados. Os números do governo são outros: “temos aproximadamente sete mil professores convocados”, diz André Puccinelli. “Vamos fazer concurso para que convocados sejam substituídos por concursados”, afirma o governador.

Segundo ele, o aspectos legais e administrativos necessários para a realização da seleção já estão acertados. Questionado sobre a quantidade de vagas, ele diz que o “limite é até sete mil”. “Pode ser mais que mil em 2014”, adianta. 

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!