Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 16 de dezembro de 2018

SAÚDE

Gordura no fígado atinge 20% dos brasileiros

2 ABR 2011Por DA REDAÇÃO12h:05

Um levantamento recente da SBH, Sociedade Brasileira de Hepatologia, revelou que cerca de 20% da população brasileira tem gordura excessiva no fígado.

O problema, conhecido como osteatose hepática, já é uma das principais causas de cirrose no país. De acordo com o gastroenterologista e presidente da SBH, Raymundo Paraná Filho, a doença não apresenta sintomas. Ele explica que hábitos saudáveis podem prevenir o problema.

– É uma situação da atualidade. Nós temos hoje uma população cada vez mais sedentária, a população que ingere fast-food; a comida mais simples, mais rápida, mais calórica; ingere muito açúcar e não queima nada porque é uma população que trabalha na frente do computador. Inclusive as crianças. Portanto, sedentarismo, maus hábitos alimentares e carga genética determinam a evolução para essa doença.

O gastroenterologista afirma que, em alguns casos, só o transplante resolve. Ele alerta para o tratamento correto da doença.

– E tratando a osteatose hepática nós estaríamos tratando a síndrome metabólica e, portanto, reduzindo o risco de diabetes e doenças coronarianas no futuro. O tratamento é comportamental, inicialmente. É uma dieta rica em fibras, pobre em gorduras e açúcar. E a outra situação é a atividade física. Exercício físico é fundamental.

O gastroenterologista e presidente da SBH, Raymundo Paraná Filho, explica que a gordura acumulada no fígado vem essencialmente da alimentação. Carne vermelha, salgadinhos, frituras e biscoitos recheados são alguns itens que devem ser evitados.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também