Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Saúde

Gordura localizada é reduzida com consumo de cinco alimentos

29 JAN 14 - 19h:04Terra

Em pleno verão e a menos de um mês do início do Carnaval, mulheres e homens ainda brigam com a balança para se livrar da gordurinha extra na barriga. Além da prática regular de exercícios físicos e do equilíbrio ao montar a refeição, cinco alimentos facilmente encontrados no supermercado mostram-se verdadeiros aliados na guerra contra a gordura localizada, devido à metabolização assertiva.

Além de causar incômodo estético, o pneuzinho pode significar um fator de risco para a saúde, afinal, um grande tecido adiposo ocasiona problemas hormonais, respiratórios e provoca baixa autoestima. “O grande consumo de carboidratos de alto índice glicêmico como pães, tortas, doces, salgados, produtos feitos com farinha branca, é o principal vilão da boa forma”, explica Talitta Maciel, nutricionista do Espaço Reeducação Alimentar, de São Paulo. Para evitar esse quadro, confira, a seguir, alimentos que merecem fazer parte do seu prato a partir de agora.

Aveia
O cereal possui fibras solúveis, que são responsáveis pela captação de açúcar e colesterol, não os deixando serem absolvidos pelo organismo. Além disso, a aveia atua no trânsito intestinal e prolonga a sensação de saciedade. Receita rápida e prática, o “mingau de aveia sem lactose fast” é uma boa pedida no café da manhã.

Modo de preparo
Cozinhe duas colheres (de sopa) de aveia em flocos com 200 ml de água, uma colher (de sobremesa) de cacau e um sachê de adoçante para uso culinário, de preferência estévia. “Em seguida, coloque em uma taça, acrescente uma banana prata picada por cima e sirva”, ensina Talitta.

Banana
Conhecida como a fruta do bom humor, a banana é capaz de matar a fome rapidamente, o que facilita enxugar a silhueta. Para completar, contém enzimas que aceleram a digestão e fibras solúveis, favorecendo uma rápida perda de peso.

Oleaginosas
Sementes comestíveis, as oleaginosas como amêndoa, avelã, castanha de caju, castanha-do-pará, macadâmia e nozes, funcionam bem como lanchinho. A dica da nutricionista é fazer um mix, que melhora o funcionamento do intestino.

Em um potinho, misture uma unidade de castanha-do-pará, três castanhas de caju, duas unidades de damasco e, por último, duas unidades ameixa seca. Tampe bem e carregue dentro da bolsa para comer nos intervalos. “Essa opção é indicada para quem vai esticar no trabalho ou chegar mais tarde em casa e não acabar devorando tudo o que vê pela frente”, diz.

Canela
A especiaria que possui cromo e vanádio atua no controle de diabetes e ajuda a controlar a compulsão por doces, alimentos que integram o grupo de carboidratos com alto índice glicêmico, conhecido como vilão da boa forma.

Salsinha
O tempero é considerado uma fonte de magnésio, elemento responsável pela contração muscular durante atividades diárias como trabalhar, caminhar e praticar atividades físicas. A salsinha também elimina líquidos do corpo, além de trazer frescor às refeições. “Sua utilização deve ser sempre no final das preparações com o fogo desligado, para manter as propriedades ativas”, finaliza a especialista. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Tratamento para tuberculose é recorde, mas 3 milhões não têm acesso
SAÚDE

Tratamento para tuberculose é recorde, mas 3 milhões não têm acesso

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo
FUTEBOL

Everton lamenta derrota para Fortaleza, mas pede foco para decisão contra o Flamengo

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia
VIAGEM

No Japão, Bolsonaro terá encontro bilateral com presidente da Ucrânia

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9
TRAGÉDIA

Número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza sobe para 9

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião