Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SUSPEITO

Goleiro Bruno é afastado pela diretoria do Flamengo

Goleiro Bruno é afastado pela diretoria do Flamengo
29/06/2010 06:58 -


RIO

O goleiro Bruno, suspeito no sumiço da ex-mulher Eliza Samudio, foi afastado do Flamengo pela diretoria do clube. Ontem, a presidente Patrícia Amorim e o vice-jurídico Rafael de Piro se reuniram na Gávea com o camisa 1 e lhe comunicaram o afastamento por tempo indeterminado. Ele não viaja com o grupo, hoje, para Itu-SP, local da intertemporada rubro-negra.

O comunicado à imprensa foi feito pela presidente do Flamengo, Patrícia Amorim. Rafael de Piro foi quem deu as explicações sobre a decisão de afastar o goleiro. Bruno treinará no CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio.

“Este problema não é do clube. Ele tem advogado particular (Michel Assef Filho, diretor jurídico do Flamengo), que resolverá isso. Bruno não vai com a delegação porque está na iminência de ser intimado para prestar esclarecimentos sobre o caso”, afirmou Rafael de Piro.
Aos dirigentes do Flamengo, Bruno disse ser inocente e que pretende resolver o mais rapidamente possível a suposta morte de Eliza Samudio, com quem teria um filho de 4 meses.

“Bruno está abalado com tudo isso e concordou em permanecer no Rio de Janeiro. Ele treinará separadamente e não temos como dizer quando ele voltará a se integrar ao grupo. Até porque, não temos certeza do que aconteceu”, disse o vice-jurídico.

Para Rogério Lourenço o grupo não conversou sobre o suposto crime envolvendo Bruno e a ex-mulher. O técnico do Flamengo, porém, salientou que, neste momento, é necessário pensar no companheiro, pois não há nada esclarecido.

“No momento, a gente pensa no ser humano, em como está se sentindo. Nós (comissão técnica e jogadores) não conversamos sobre este assunto. Estamos focados no nosso trabalho em Itu”, encerrou.

Felpuda


Engana-se quem acha que diminuiu a voracidade de ter fatia de cobiçado bolo por parte de “quem manda”. O recuo realmente houve, mas só por enquanto e por uma questão de estratégia, até porque, nas primeiras investidas, as portas não se abriram. E continuam fechadas. Mas quem conhece bem a dita figurinha aposta que ela não desistirá até encontrar, digamos,  um “chaveiro amigo”. Essa gente não sossega nem diante da pandemia... Afe!