Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MONTADORAS

GM confirma demissão de 1.053 funcionários em São José dos Campos

GM confirma demissão de 1.053 funcionários em São José dos Campos
03/01/2014 19:00 - FOLHA PRESS


O diretor de relações institucionais da GM, Luiz Moan, confirmou hoje a demissão de 1.053 funcionários do complexo industrial de São José dos Campos (SP).

Segundo ele, essas vagas estavam garantidas até dezembro por um acordo trabalhista firmado com o sindicato local em janeiro de 2013. A partir de então, poderia haver demissões.

Parte dos trabalhadores ameaçados já se desligaram da fábrica nos quatro PDVs (Programa de Demissão Voluntária) feitos pela montadora ao longo do último ano. O restante foi desligado no último sábado (28). Moan não informou quantos já saíram.

O diretor da GM se reuniu com o ministro Guido Mantega (Fazenda) em São Paulo para discutir o tema. Segundo ele, o encontro foi convocado por Mantega e serviu apenas para que a montadora explicasse as demissões.

Moan diz ter detalhado os termos do acordo sobre a data da manutenção dos postos de trabalho. "O ministro está preocupado com as notícias [sobre] de São José dos Campos. Claramente ele lembrou os termos do acordo".

O representante da GM descartou a possibilidade de reversão das demissões. "Acordo assinado é acordo assinado".

O encerramento das atividades na fábrica de automóveis foi anunciado no último sábado. Segundo a montadora, a produção se tornou inviável diante dos altos custos no local. 

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!