Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CANTOR

Giovani se atrasa e perde enterro da filha morta em acidente

Giovani se atrasa e perde enterro da filha morta em acidente
15/01/2014 14:15 - Flashland


A filha do sertanejo Giovani, Gessyca Morais, morta em um acidente de trânsito na madrugada de terça-feira, foi enterrada na manhã de hoje, no cemitério da Saudade, na cidade de Franca, no interior de São Paulo. O pai da jovem, entretanto, chegou nos minutos finais da cerimônia de enterro e não acompanhou o sepultamento do corpo. Bastante emocionado e longe da multidão, Giovani não falou com ninguém que estava no local e foi amparado por parentes e amigos.

De acordo com declarações dadas por Gian, irmão e dupla de Giovani, ao programa "Balanço Geral", da Record, o sertanejo está desesperado com a perda da filha. Gian ainda relatou que esteve no IML de Osasco após a morte da sobrinha e foi orientado por um amigo a não ver o corpo de Gessyca, que estava muito machucado.

A jovem de 22 anos morreu em um acidente de carro na madrugada dessa terça-feira, após deixar uma festa, na cidade de Osasco, na Grande São Paulo. Gessyca estava acompanhada de dois amigos. Um deles também morreu no acidente, o outro está internado em estado grave.

No mesmo dia, durante a tarde, uma imagem com o seguinte texto foi postada no perfil da dupla Gian & Giovani no Twitter e no site dos músicos: "Neste momento difícil, lidando com a triste notícia do falecimento de sua filha Gessyca Morais, Giovani e sua família gostariam de agradecer a todos pela solidariedade, simpatia, força, mensagens de carinho, amor, fé e esperança. A família pede privacidade para lidar com esta notícia e esperamos que a imprensa respeite isso".

O caso foi registrado no 5º Distrito Policial de Osasco.  

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.