Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Ginecologista sofre punição por abusar de pacientes

13 ABR 10 - 20h:49
Michelle Rossi

Médico do Programa Saúde da Família do posto da Mata do Jacinto, o ginecologista e obstreta Wilson Roberto Cardoso Farias é acusado de ter abusado de pelo menos duas pacientes e, por este motivo, recebeu censura pública do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM/MS). O edital onde consta a punição, considerada gravíssima – é abaixo apenas da cassação do diploma – foi publicada na edição de ontem do Correio do Estado.

O processo é de número 10/2006, conforme o edital, que torna pública a pena “por infração aos arts 2º, 4º, 6º, 45, 63 e 65 do Código de Ética Médica (comete infração ética médico que pratica atos libidinosos com clientes e não responde aos chamados do Conselho”.

Raríssima
A medida disciplinar dessa natureza, de acordo com o assessor jurídico do CRM/MS, André Borges, é raríssima, não sendo tomada nos últimos dez anos. Afirmou que o ato do qual o médico é acusado merece repúdio da classe, uma vez que contribui para liquidar com a confiança entre o profissional e o paciente. “O Conselho lamenta muito esse tipo de ocorrência”, afirmou.

O médico, em princípio, não teria acatado a intimação para se defender das denúncias perante o conselho. Posteriormente, atendeu a convocação.

Segundo ainda informações do assessor jurídico, o médico recorreu ao Conselho Federal de Medicina na tentativa de reverter a decisão, mas não obteve sucesso.
Sabe-se que as vítimas registraram queixa na polícia e ação penal estaria tramitando em segredo de Justiça.
O presidente do CRM/MS, Antônio Carlos Bilo, que assina a nota, não concedeu entrevista sobre o assunto por estar fora do Estado.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Felpuda

BRIGA ENTRE TORCIDA

STJD pune Cruzeiro e Atlético-MG com perda de mando de campo e multa

ECONOMIA

Bancos anunciam mutirão para renegociação de dívidas em dezembro

Número de novo partido será 38, diz Bolsonaro
ALIANÇA PELO BRASIL

Número de novo partido será 38, diz Bolsonaro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião