Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

GINÁSTICA OLÍMPICA

Ginástica feminina interrompe série de finais

18 OUT 2010Por FOLHA ONLINE07h:10

O Mundial de ginástica artística em Roterdã acabou ontem para 173 das 238 ginastas que atuaram no final de semana. E, para o Brasil, que viu a seleção feminina ficar fora da final pela primeira vez desde 2001, o torneio se restringe agora a Daniele Hypólito e Jade Barbosa.

"Conseguimos atingir a nossa meta, a de classificar a equipe para o Pré-Olímpico. Isso é o mais importante", diz Klayler Mourthé, supervisor de seleções da Confederação Brasileira de Ginástica.

A vaga foi conquistada com a décima colocação da equipe no Mundial --as 24 melhores levaram as vagas.

Contudo a seleção brasileira interrompeu a evolução registrada nos últimos três Mundiais de que participou, ao ficar de fora da decisão.

Mas o que mais anima dirigentes e comissão técnica da seleção é o fato de a diferença para o oitavo colocado, o Japão, ter sido de apenas 1,795 ponto (218,895 a 217,130).

"Se no ano que vem, no Pré-Olímpico, conseguirmos entrar no grupo das oito melhores seleções, estaremos na Olimpíada", diz Leonardo Finco, que chefia a delegação brasileira na Holanda.

Apesar de a desvantagem para a Rússia, primeira colocada, ter sido de 17,391 pontos, o otimismo na equipe nacional, que atuou com Daniele, Jade, Ethiene Franco, Bruna Leal, Adrian Gomes e Priscila Cobello, é grande.

"Nós tivemos três quedas e, se não fossem pelo menos duas delas, a da Jade na trave e a da Bruna no solo, estaríamos na final. Mas o resultado já era esperado", afirma a treinadora Viviane Cardoso.

Segundo ela, os desfalques (Daiane dos Santos, Ana Cláudia Silva e Khiuani Dias), as atletas juvenis (Letícia da Costa e Harumi Freitas) e o país ainda estar se readaptando ao modelo de seleção descentralizado (retomado em 2008) deixam boas perspectivas.

"Temos como evoluir. E nós começamos este Mundial na trave, o aparelho mais difícil. E ainda não acabou", disse Viviane, referindo-se a Daniele (em 21º) e Jade (24º) estarem na final do individual geral, na sexta. Jade ainda atuará no sábado, no salto, tendo avançado à decisão com a terceira melhor nota.

Já seleção masculina estreia amanhã no Mundial.

Leia Também