ESPORTES

Gilberto Silva aposta na melhora do time

Gilberto Silva aposta na melhora do time
28/06/2010 06:15 -


Johannesburgo, África do Sul

Os jogadores da seleção brasileira sabem que não apresentaram um grande futebol na partida contra Portugal. O volante Gilberto Silva, um dos mais experientes do elenco, reconhece o número excessivo de falhas no duelo de encerramento da primeira fase, mas adverte que o Brasil está pronto para superar os erros nas oitavas de final. “Sabemos que não fizemos uma boa partida, somos conscientes disso. Tivemos ansiedade para furar o bloqueio de Portugal. Em vários momentos, só Lúcio e Juan ficaram em nosso campo de defesa, mas Portugal fechou bem os espaços e não tinha interesse de sair para o jogo. Daqui para frente, não podemos mais cometer tantos erros, até porque o Chile vai usar o contra-ataque e pode ser perigoso”, analisou.

Depois das dificuldades no empate sem gols diante dos portugueses, a seleção pentacampeã volta a contar com Robinho, Kaká e Elano, que foram desfalques na rodada passada.

Apesar de reconhecer a importância do trio, Gilberto Silva nega que a seleção tenha sentido falta de confiança sem os atletas. “A seleção não muda em termos de confiança, todos os jogadores aqui acreditam um no outro. Mas sabemos que os três se conhecem bem e isso é importante. Vai ser bom para todo mundo, porque seleção os terá à disposição e eles sempre deixam o ambiente da equipe bem mais tranquilo, além de motivar o grupo”, concluiu o meia titular do time de Dunga.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".