Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

CRISE

Gilberto Carvalho diz que Brasil vai buscar consenso sobre o Paraguai

25 JUN 2012Por agência brasil16h:16

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse, hoje (25), que o rápido processo de impeachment do ex-presidente do Paraguai, Fernando Lugo, causou “estranheza” e “perplexidade” ao governo brasileiro. Ele reiterou que o Brasil não deve tomar qualquer medida em relação ao Paraguai que não seja construída em consenso os países da região.

Segundo Carvalho, o impeachment no Paraguai está na contramão da consolidação da democracia na América Latina. “O que se esperava era um caminho na outra perspectiva, no sentido de aprofundamento da democracia e não de restrição a um direito democrático de defesa como foi o caso que se praticou no Paraguai. Por isso, nossa estranheza e perplexidade e acho correto que a Unasul [União de Nações Sul-Americanas] e o Mercosul, que tem nas suas cartas de princípio a defesa da democracia, tenham uma ação forte”.

Carvallho classificou com inusitada a rapidez com que se desenrolou o processo no Paraguai. “Você mudar o presidente de um país num período de 24 horas, 30 horas é de todo inusitado. Há uma insurgência de todos os países contra essa questão e acho que agora a presidenta [Dilma], e todos os países vamos, com maturidade, tomar uma posição”.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também