Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

NEGÓCIOS

Gigante chinês do comércio on-line confirma que lançará ações em NY

16 MAR 14 - 15h:45

O Alibaba, gigante chinês do comércio virtual, anunciou hoje que decidiu começar o processo de abertura de capital nos EUA, segundo o "Wall Street Journal".

A decisão deve levar a Nova York o que pode ser uma das maiores ofertas públicas iniciais da internet.

Em breve comunicado publicado no site, o Alibaba anunciou que a oferta pública de ações fará a empresa "mais global e transparente". Segundo pessoas familiarizadas com o assunto, a empresa pode levantar até US$ 15 bilhões de dólares.

Os maiores bancos do mundo vêm disputando um papel de liderança nas negociações envolvendo o Alibaba. As transações podem gerar taxas de mais de US$ 150 milhões.

A associação das instituições financeiras com a oferta de ações também pode agregar valor às marcas dos bancos e render futuros negócios.

Hong Kong

A declaração publicada hoje no site também encerra as possibilidades de que a oferta pública de ações fosse feita na bolsa de Hong Kong. O grupo pode considerar listar suas ações na China futuramente, disse a empresa no comunicado, apesar de não mencionar nenhum plano específico.

"Nós respeitamos os pontos de vista e as políticas de Hong Kong e vamos continuar a prestar atenção e apoiar o processo de inovação e desenvolvimento de Hong Kong", diz o texto.
Alibaba X Amazon

De acordo com algumas métricas, o mercado de comércio eletrônico chinês já ultrapassa o americano, e o Alibaba é líder desse segmento.

Segundo uma fonte do "Wall Street Journal", o total negociado no Alibaba no ano passado foi de US$ 240 bilhões, enquanto a Amazon movimentou cerca de US$ 100 bilhões.

A receita do Alibaba, no entanto, é muito menor do que a da Amazon porque a companhia chinesa não vende os produtos diretamente nos seus sites. Contudo, o modelo de negócio do Alibaba é altamente rentável, porque muitos comerciantes que utilizam a plataforma pagam por publicidade e outros serviços adicionais.

Em três meses, até setembro de 2013, a receita do site chinês subiu 51%, para US$ 1,78 bilhões em relação ao ano anterior. O lucro líquido foi de US$ 792 milhões, margem de 44,6%. No mesmo trimestre, a Amazon registrou um prejuízo de US$ 41 milhões e receita de US$ 17,09 bilhões. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Polícia prende funcionária de atacadista suspeita de desviar R$ 1,1 milhão
INTERIOR

Polícia prende funcionária de atacadista suspeita de desviar R$ 1,1 milhão

BRASIL

Mais três vítimas de incêndio em hospital do RJ têm alta

Muito esperada, chuva rápida aparece em algumas regiões da Capital
FINALMENTE

Esperada, chuva rápida aparece em Campo Grande

Coluna semanal com dicas <br>e novidades sobre automóveis
COLUNA CARMAIS

Coluna semanal com dicas e novidades sobre automóveis

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião