Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CENTROS COMERCIAIS

Gestores apresentam expectativas da revitalização em 4 estados

29 MAR 11 - 03h:00da redação

Gestores dos projetos de revitalização de centros comerciais do Sebrae nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, além de representantes do Sebrae Nacional, se reuniram nos dias 23 e 24, na sede do Sebrae/MS, em Campo Grande para avaliar o andamento das propostas estaduais e indicar alterações com vistas a melhorar a execução dos projetos.

Entre os assuntos, foi discutida a dinâmica dos próximos encontros para novas avaliações e a criação de um fórum de comunicação entre os estados. “É necessário avaliar o que já temos e indicar as alterações para agilizar os processos do projeto de revitalização nos espaços que foram determinados”, explica o coordenador da Carteira de Comércio Varejista do Sebrae Nacional, Ricardo Vilela.

Em Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Jardim, Maracaju e Três Lagoas fazem parte do projeto de revitalização dos espaços comerciais. Para Campo Grande está prevista a revitalização da Orla Ferroviária e a melhoria na infraestrutura da Rua 14 de Julho, com o objetivo de trazer mais comodidade e conforto aos consumidores, incentivando a compra nos estabelecimentos destas regiões.

Na cidade de Maracaju, a Rua 11 de Julho, no trecho entre as ruas Antônio Marcos e Franklin Ferreira Ribeiro, receberá melhorias. As avenidas Duque de Caxias e General Costa, entre as ruas Vereador Romeu Medeiros e Coronel Juvêncio foram as escolhidas para receber a revitalização no município de Jardim. O município de Três Lagoas apresentou o projeto Shopping a Céu Aberto, que tem o objetivo de transformar o centro em um pólo comercial e local de lazer e turismo. O projeto arquitetônico já foi aprovado e está em fase de implantação.

Segundo Vilela, as empresas formais e informais do setor varejista representam 82% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. "São 1,5 milhão de micro e pequenas empresas que atuam no comércio", aponta. A revitalização da área central das cidades tem o objetivo de assegurar a competitividade dos estabelecimentos, que enfrentam a concorrência dos grandes centros comerciais e precisam de um diferencial competitivo.

A previsão é que haja uma nova reunião do grupo entre os meses de julho e agosto para discussão de resultados, recursos, verificando a possibilidade de convidar um gestor de cada região e a liderança local a fim de apresentar as modificações pendentes a serem atualizadas nos projetos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Judiciário e governo buscam reduzir milhões de ações contra o INSS

São abertas cerca de 7 mil novas demandas diariamente contra o órgão
Caixa anuncia financiamento habitacional corrigido pelo IPCA
ECONOMIA

Caixa anuncia financiamento habitacional corrigido pelo IPCA

COMPRA DE ENERGIA

Diretor de Itaipu acredita que acordo com Paraguai sairá em breve

STJ nega recurso e prefeitura deve indenizar moradores por alagamentos
SERRADINHO

STJ manda prefeitura indenizar moradores por alagamentos

Mais Lidas