Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SUS

Gestantes e recém-nascidos flagrados em corredor de hospital

Gestantes e recém-nascidos flagrados em corredor de hospital
27/02/2014 18:20 - R7


Um morador do Distrito Federal, que pediu para não ser identificado, flagrou gestantes e bebês recém-nascidos internados no corredor do Hospital Regional de Samambaia (DF). O problema teria acontecido por falta de vagas na unidade e seria recorrente no local.

Na foto tirada pelo internauta, é possível ver que pelo menos dez pacientes aguardavam atendimento médico. Algumas mulheres estavam amamentando os filhos recém-nascidos.

— Fiquei assustado quando vi aquilo e quis registrar o momento para cobrar providências das autoridades. Esse tipo de coisa é muito comum lá, não apenas para as gestantes, como para outros tipos de pacientes também.

Procurada para comentar o assunto, a Secretaria de Saúde do DF reconheceu o problema, mas disse que apenas em casos emergenciais os pacientes são realocados em outros setores até que os leitos dos quartos sejam desocupados, uma vez que 50% dos atendimentos do Hospital Regional de Samambaia seriam oriundos de regiões do Entorno do DF.

A pasta esclareceu que o Centro Obstétrico da Unidade possui sete leitos e, neste momento, apenas dois estão ocupados. Na maternidade, que possui 28 leitos, 27 estão com ocupação, mas há previsão de alta para 19 pessoas nas próximas horas.

A secretaria também esclareceu que todas as gestantes que precisam de emergência nesta unidade hospitalar são atendidas e que o problema pontual, relatado nesta reportagem, já foi normalizado.

Para desafogar as emergências dos hospitais da capital federal, a Secretaria de Saúde também inaugurou quatro UPAS (Unidades de Pronto Atendimento), incluindo uma em Samambaia. A previsão é que até o fim do ano, outras 11 sejam entregues em todo o Distrito Federal. 

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...