segunda, 16 de julho de 2018

MUTANTE

Gato nasce com duas cabeças em Ladário

3 NOV 2010Por DIÁRIO ONLINE11h:47

Na tarde desta terça-feira, 02 de novembro, uma gata chamada Bibi, deu à luz seis gatinhos no bairro Santo Antônio, em Ladário. Um dos filhotes não sobreviveu e morreu. A dona da gata, ao pegar os gatinhos para observar, se deparou com uma situação jamais esperada: um dos filhotinhos tinha duas cabeças.

“Eu me assustei. Fiquei com muito medo quando vi o filhotinho com duas cabeças. Pensei que fosse coisa de minha imaginação. Na hora não acreditei no que estava vendo e chamei meu filho e ele me confirmou que o gatinho tinha duas cabeças. Essa é um a situação que jamais esperei passar em minha vida”, disse ao Diário a dona da gata, Márcia Helena Mercado, 47 anos.

O corpo é igual a qualquer filhote, com quatro patas e o abdômen normal. Já as cabeças parecem ter uma estrutura normal. O gatinho tem quatro olhos, dois narizes e duas bocas. As cabeças são interligadas, como se dividissem a massa encefálica.

“É assustador ver o bichinho, nem consegui dormir à noite. As duas bocas do bichinho querem mamar, elas miam juntas, mas parecem que dividem a mesma estrutura da garganta. O grande problema é que as cabeças pesam e o gatinho não consegue não consegue mamar. Para alimentá-lo estou tendo que dar leite aos poucos nas bocas”, contou Márcia.

A dona dos gatos disse que esta é a quinta ninhada da gata, que tem quatro anos e que nenhum dos filhotes das outras crias teve esse tipo de mutação. “Acredito que desta vez esse bichinho saiu com essa alteração porque a gata cruzou com seu próprio filho. Não tivemos como evitar. Agora, esperamos que o gatinho sobreviva”, concluiu Márcia Mercado.

Mutação Genética

A veterinária Viviane Ametlla, gerente de Vigilância em Saúde de Corumbá, explicou ao Diário que trata-se de uma mutação genética, que geralmente ocorre quando há a cruza entre animais consanguíneos (parentes). “A grande dúvida é se o animal vai sobreviver ou não, é algo que não podemos prever, é como se fossem crianças siamesas. Algumas sobrevivem, outras não. Há algum tempo tivemos um caso na cidade em que dois cachorros que eram irmãos se cruzaram, nesse caso um filhote nasceu sem ânus; outro nasceu com uma terceira orelha no meio da testa. Ambos sobreviveram cerca de uma semana”, explicou. Fonte: Diário Corumbaense (www.diarionline.com.br).

Mutações Genéticas são certas anomalias (umas mais graves que outras) e podem originar-se após alterações do material genético de um indivíduo. Ou seja, visto que o material genético não é estático pode dar-se uma mudança na sequência das bases azotadas das moléculas de DNA, o que conduz à mudança das proteínas fabricadas. Se as tais proteínas estão implicadas em funções específicas e fundamentais no organismo, a versão mutada das proteínas pode, por sua vez, originar uma doença. Mutações, do latim mutare = mudar, são as tais alterações bruscas do material genético e, como tal, os indivíduos que as experimentam denominam-se por mutantes. Contudo, nem sempre as mutações têm efeitos drásticos, pois podem contribuir para a evolução do organismo que sintetiza a “nova” proteína.Uma mutação genética é aquela em que passa a existir uma nova forma de um antigo gene.

Leia Também