Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

CARNAVAL 2011

Garrafas de vidro, fogos de artifício e latas serão proibidos na Sapucaí

3 MAR 2011Por G104h:23

Para não ter imprevistos, o folião que for assistir aos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro, na Sapucaí, precisa ficar atento ao que é e não é permitido levar para o Sambódromo. A poucos dias para o carnaval, a “passarela do samba” prepara seus 650 metros de comprimento para receber os luxuosos desfiles das agremiações dos grupos Especial e de Acesso.

Banheiros, lanchonetes e relógios que vão marcar o tempo de cada desfiles estão espalhados ao longo dos 13 setores. Atrás das arquibancadas, um posto de atendimento aos foliões garante a organização do evento. As pessoas que desfilaram e que querem assistir aos próximos desfiles na arquibancada podem deixar suas fantasia nestes postos e se divertir mais à vontade.

Já as frisas, que são compostas por vários "grupos" de seis cadeiras, são quase que parte do desfile, já que ficam dentro da Avenida. Os setores 1, 6 e 13, os chamados “populares”, são os maiores. O público do setor um dificilmente vê a comissão de frente da escola, mas em compensação vai ter garantido o batuque arrepiante da bateria, o famoso "esquenta".

Pela primeira vez, os deficientes visuais poderão ouvir a narração dos desfiles do Grupo Especial na Sapucaí. Segundo a Secretaria municipal de Turismo, o serviço de audiodescrição será gratuito e estará disponível no setor 13 do Sambódromo. Durante os desfiles, uma pessoa vai narrar ao vivo toda a passagem da escola, contando os detalhes de cada alegoria, das alas e dos enredos.

Apesar de ter praças de alimentação no local, é recomendável levar água e fruta ou sanduíche. De acordo com a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), entre os itens proibidos estão isopor, garrafas, vidros e fogos. Uma capa, tipo descartável, para se prevenir das chuvas de verão também é uma boa dica, já que guarda-chuvas dificultam a visão do desfile.

Leia Também