CIDADES

Garota morre atropelada na MS-376

Garota morre atropelada na MS-376
21/06/2010 08:23 -


Fábio Dorta, Dourados

A adolescente Jussara de Oliveira Diniz, 16 anos, morreu atropelada por uma caminhonete GM S-10, por volta das 3h da madrugada de ontem, quando tentava atravessar a rodovia MS-376, em Fátima do Sul. Uma amiga dela, Luciana da Conceição dos Santos, 32 anos, também foi atropelada e está internada em estado grave em um hospital de Fátima do Sul.

O caso intriga a Polícia Civil de Fátima do Sul, que está investigando o acidente e até agora não identificou oficialmente o autor do atropelamento. De acordo com as informações divulgadas até a tarde de ontem, Jussara e Luciana retornavam de uma festa ocorrida no município de Vicentina em um carro conduzido pelo marido de Luciana (que não teve o nome revelado). Além dos três ainda estavam no veículo a mãe e o namorado de Jussara.

No caminho de volta para Fátima do Sul, Luciana e o marido tiveram uma violenta discussão, o que fez com que ela descesse do veículo, sendo seguida por Jussara. A briga do casal teria continuado à beira da rodovia, quando Luciana decidiu atravessar a pista, sendo seguida por Jussara, sendo que as duas acabaram atropeladas por uma caminhonete, cujo motorista teria se evadido do local.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando chegou Jussara estava morta, com várias fraturas, além de traumatismo craniano. Luciana, ferida gravemente, foi encaminhada para o Hospital do SIAS em Fátima do Sul.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".