Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 11h19min

CRIMINALIDADE

Gangue fere criança com arma arrendada por R$ 50 ao dia

1 SET 10 - 00h:35
karine cortez

Com uma arma alugada por R$ 50, adolescentes balearam um menino de apenas 12 anos durante briga de gangues no Bairro Paulo Coelho Machado, em Campo Grande. A criança caminhava nas proximidades de casa com amigos na Rua Ana Jacinta de Oliveira quando foi atingida por dois tiros, nas costas e na barriga. A vítima ficou gravemente ferida e foi levada, pelo Corpo de Bombeiros, para o Hospital Regional.
P.O.R, 17 anos, e A.B.D.R., 15 anos, foram apreendidos e são apontados como autores dos disparos. A arma usada no crime, um revólver calibre 38, não foi localizada. Entretanto, em depoimento à polícia, os adolescentes contaram que alugaram o revólver, pagaram R$ 50 pela diária e já tinham devolvido depois do crime. Eles indicaram um rapaz de 24 anos, cujo nome não será divulgado para não atrapalhar as investigações, como fornecedor da arma.
Os policiais chegaram a ir até a casa do jovem, localizada no Jardim Caioba, mas ele não estava. A esposa informou aos policiais que o acusado se apresentaria ainda hoje à polícia na companhia de um advogado. Nenhuma arma foi localizada no imóvel. A informação apurada pelos policiais é de que o fornecedor aluga revólveres calibre 38 e pistolas.
Tiroteio
Os adolescentes apreendidos contaram à polícia que trocaram tiros com uma pessoa, identificada apenas como “Caveirinha”. A polícia está a procura do terceiro envolvido. Testemunhas que estavam pelo local no momento do crime disseram à polícia que os rapazes fizeram pelo menos cinco disparos e que os dois adolescentes fugiram numa bicicleta.
P.O.R, 17 anos, negou a autoria dos tiros e disse que a bala que atingiu a criança saiu da arma do adolescente de 15 anos. O motivo da briga, segundo eles, é porque o menor de 17 anos estaria se relacionando com a namorada de “Caveirinha”. Os meninos foram encaminhados para o Centro Especializado de Polícia Civil (Cepol) e devem ser levados para uma Unidade Educacional de Internação (Unei) da Capital.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em tratamento contra a dengue, menina precisa de doação de plaquetas
SOLIDARIEDADE

Menina precisa de doação de sangue e plaquetas

Smartphone tem diferença  de preço de até R$ 550 na Capital
PESQUISA

Smartphone tem diferença de preço de até R$ 550 na Capital

Solurb tem 15 dias para mostrar cronograma de restauração ambiental
PRADA

Solurb tem 15 dias para mostrar cronograma de restauração ambiental

Homem pega nas nádegas de mulher dentro de ônibus em Campo Grande
ABUSO

Homem pega nas nádegas
de mulher dentro de ônibus

Mais Lidas